quarta-feira, 29 de junho de 2016

Mary Jo Putney: Pecado y virtud

Pecado y virtud
My rating: 4 of 5 stars

Reginald Davenport é um homem maduro em torno dos 40 anos, libertino, jogador, sócio de bordel e um alcoolatra em seu ultimo estágio e está espera de uma herança. Vive sempre envolvida em brigas, duelos. Suas bebedeiras e sua fama são históricas e o pior de tudo é que ele pouco se recorda após uma noite de bebedeira. É um anti-herói.
Alys é uma mulher madura em seus trinta anos, profundamente responsável e tem sobre seus cuidados três jovens. Se acha desengonçada, por conta da altura, e por conta de um acontecido no passado, acha que ninguém a aceitará como é. É uma mulher a frente de seu tempo, usa calças masculinas, comanda os homens da propriedade e faz atividades consideradas masculinas.
Quando Reggie, após uma reviravolta do destino, recebe a antiga propriedade dos seus pais, Strickland e decide dar uma olhada nesta. Ao chegar lá, encontra Alys como administradora e sua propriedade tendo bons rendimentos. Sua surpresa é grande, mas ela teme que ele possa despedi-la mesmo assim. E para sua surpresa, ele decide que ela deve ficar. E assim começa uma relação estranha permeada de intenções..., para seu desespero, ela se sente atraída por ele como nunca imaginou e ela acha que ele só se aproxima dela quando está perdido em meio as brumas da bebida.
Mas, Reggie tenta se redimir, tenta parar de beber e muitas vezes, se torna irascível e na falhas em parar de beber, muitas vezes, fere seus sentimentos.
A Reggie cabe a decisão de escolher entre a bebida e o amor.
Surpresas no final e no finalzinho o ritmo diminui, mas nada que atrapalhe a história.

View all my reviews

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por tirar um tempinho para passar aqui!

Mary Balogh: Someone to Hold (Camille e Joel) Spoiler

Someone to Hold  (Alguém para Abraçar*) -  Mary Balogh My rating: 4 /5  Agora nos deparamos com história de Camille, a mais v...