sábado, 28 de novembro de 2015

A Testemunha - Nora Roberts


Já fazia algum tempo que não lia nada desta autora. No entanto, vi alguns comentários sobre o livro que atraiu minha atenção. E não me arrependi. Aqui vai minha sincera opinião.
A Testemunha é um livro incrível! Me manteve cativa e só o larguei quando dei por terminada a leitura.
Mocinha corajosa que testemunha um crime e aos 16 anos, vê sua vida programada por uma mãe-madrasta-má virar de cabeça para baixo. Criada sem o carinho da mãe que programou milimetricamente sua concepção para conceber a filha perfeita, Elizabeth decide aos dezesseis se rebelar, mas sua rebelião provocar consequências que a farão se tornar uma testemunha protegida e depois numa eterna fugitiva.
Mas ela tem um trunfo na mão, com uma inteligencia inigualável e uma expert em informática ela consegue sobreviver aos caos em que sua vida se transformou.
E vai parar num cidadezinha tranquila Birckford - com seus casos corriqueiros, onde Brooks é o delegado. Ela tenta passar mais despercebida, mas atrai a atenção dele, e embora, ela tente afastá-lo dela, nada consegue. Brooks, um delegado experiente desconfia que ela guarda algum segredo e quanto mais ela o rechaça, mais ele encontra motivos para se aproximar dela. E assim eles se envolverão numa apaixonante história de amor, onde o perigo esta à espreita, a espera de um momento, uma falha para atrapá-los. No entanto, o amor, a confiança, a esperança e a inteligencia é que decidirá os rumos de suas vidas.
* Adorei a mocinha forte, solitária que passou os últimos 12 anos de sua vida se escondendo. Personagem cativante tanto como Brooks, tipo "Eu nunca desisto", amoroso, carinhoso e que quando se entrega a esse amor é pra valer a pena, companheiro de todas as horas. Casal nota 10.
Personagens como a mãe dele e a família são também o ponto alto desse romance. Final condizente com o que eu esperava.
O livro contém todos os ingredientes de um bom suspense: crime, violência,máfia russa, FBI, policias corruptos e você deseja saber como a mocinha se virará para viver em paz. E quando obtive a resposta, adorei. Este final não poderia ser melhor.

* Postada primeiramente em Goodreads

domingo, 8 de novembro de 2015

AS 10 MOCINHAS QUE MAIS ME EMPOLGARAM**

AS 10 MOCINHAS QUE MAIS ME EMPOLGARAM
Escolhi essas  das historias Contemporâneas
1.      Maralys é um das personagens que mais gostei dos contemporâneos. Não tão jovem, é uma mulher madura que por contas das perdas e danos que sofreu se transformou. Ela é considerada a gêmea louca da família, já sua irmã sempre foi a que roubou todas as cenas sendo boazinha e tal. Tão perfeita que armou para cima dela e transformou nossa personagem numa pessoa inadequada, sem papas na língua, que pintava o cabelo de acordo com humor e para provocar se vestia extravagantemente somente. Mas ela tinha qualidades inigualáveis, cuidava de um pai que a desfavorecia, e quando sua irmã abandona o marido... E quem estava lá para apoiar o James? Pois é, ela mesma! Mas Maralys esconde um segredo por trás de sua máscara de cinismo. Um amor que se perdeu no tempo. E agora ela não consegue mais confiar em ninguém, nem mesmo quando o homem que amou chega até ela dizendo: “Quero uma companheira. Quero uma esposa e amiga, não só uma amante. Quero passar minha vida com alguém em quem possa confiar e que também confie em mim.” Eu quase surtei quando ela o dispensou nesse momento por que tinha medo de ser feliz ou ser abandonada. É um cara assim que queria para mim.
Quer saber mais? Leia Segredos do Coração de Claire Cross.

2.      Maggie é outra heroína que comeu o pão que o diabo amassou e se ergue como uma fênix vitoriosa.  Aos quinze anos se envolve com o filho mais rico do lugar: Chase Calder. Mas este amor é destruído por causa das trapaças do seu pai e das rixas entre as famílias, já que os Calders são ricos e a família dela vive na extrema pobreza e também quando o pai de Maggie foi assassinado pelo pai dele e ela presenciou tudo. Maggie destroçada vai morar com sua tia. Lá ela se torna uma mulher educada e sofisticada, e sem os rompantes de sua juventude. Casa-se com um homem que lhe proporciona tudo, riqueza, amor e paz. Maggie vive, no entanto uma vida plácida, insossa que ela chama de felicidade, sem surpresas com o marido e o filho. Após a morte de seu marido, seu filho remexendo em suas coisas encontra sua certidão de nascimento, e então foge para saber a verdade sobre seu pai. Maggie vai atrás do filho, e lá reencontra Chase novamente e sua vida recomeça de onde parou, mas antes terão que combater um inimigo à espreita e que será capaz de tirar a vida dela e do filho.  
Quer conhecer nossa heroína? Então leia Os donos da Terra de Janet Dailey.

3.      Faye é retratada como uma feiticeira de cabelos negros, cigana livre e indomável! Nos olhos violeta uma forte sensualidade, uma ânsia louca de amar e ser amada. E era realmente uma figura indomável, cheia de vida e forte, capaz de encarar as diversidades que surgem quando se apaixona pelo mocinho, nada bonzinho, controverso, casado e pasmem! Tinha um casamento aberto, pois ele levava as amantes para a mansão onde vivia com a mulher. Lyon Falconer se vê loucamente apaixonado por ela. Uma paixão tão grande que no fim só deixou ódio, ressentimento e amargura. Faye num ato de vingança se casa com Richard, o irmão bonzinho, mas tão cretino porque esconde muitas coisas dela e deixa Lyon desesperado. E então seus caminhos se separam, pois ela não suporta permanecer perto do ex-amor. E tempos depois tornam a se encontrar após a morte do marido. E agora ele quer recuperá-la, só que ela é um osso duro de roer e luta com todas as forças contra isso. É um romance intensamente controverso, as atitudes do mocinho fogem do comum e Faye também não fica atrás. Esse foi dos meus preferidos dessa autora... Achei mágica essa paixão destruidora entre esses dois seres. Era um romance bastante complexo para a época...
Onde? Em Cigana de Carole Mortimer.

4.      Milla é um das mulheres mais fortes que encontrei nos livros. Mocinha que tem seu filho raptado e após isso sua vida se transforma totalmente, em sua busca desesperada seu casamento termina, e ela segue em frente. Durante dez anos busca sem sossego o filho, quando todos ao seu redor refazem sua vida, ela permanece lá forte. Até que um dia surge uma esperança, na figura de Diaz (ui! esse mocinho me causa frisson!) caladão, enigmático (nem mesmo a autora revela quem é, somente traços de sua personalidade...) e um verdadeiro bicho do mato, um lobo solitário e então sua vida começa a ter um novo sentido. Prepare um caixinha de lenços, porque você vai se emocionar, lendo esse romance-suspense. A autora só pecou por não mostrar muito a história de Diaz, mesmo assim uma emocionante e ótima leitura. Onde? Em Reencontros de Linda Howard.

5.      *Outra que super-recomendo é  Roan na Davenport da mesma autora é Sombras no Crepúsculo – incesto, crime e suspense.

6.      Outra mocinha que me impressionou bastante foi Roxanne Buster, uma menina que veio das ruas e Nick, um policial vivido não suportou essa realidade, não conseguiu encarar que esta viera das ruas, onde vendia o corpo a outros homens e por isso a abandonou-a. Quinze anos depois, Nick a reencontra, agora ela não era mais aquela garota de rua. Ela era agora Sydney Foster e transformara-se numa empresária de sucesso, que vencera com garra e então o passado voltou com força total. E a vida de Nick se encontrava, em suas mãos porque agora era um homem devastado pelas dores que o tornaram semiparalítico... Ela prometera a si mesma ajudá-lo. Mas como poderiam recomeçar novamente? Quem seria vencedor dessa vez? Um romance denso e que lhe deixará com uma dor engasgada na garganta. Preparem os lenços, meninas!
Onde? Em Ruas de fogo de Judith Duncan.

AS MOCINHAS DOS HISTÓRICOS QUE MAIS ME EMPOLGARAM
7.      Há quem não suporte o mocinho, eu particularmente tenho um carinho especial por ele. Rico, bonito e uma pessoa cheia de carisma e bom samaritano, pois se alista como médico na Guerra de Secessão, entre Nortistas e Sulistas. Alaina Macgaren - Lanne perde sua família durante essa sangrenta guerra e para sobreviver se veste de garoto de rua, sujo e as roupas em trapos. Portanto, é nessa situação que Cole Latimer a encontra e apesar do ódio dela contra os ianques e com ele, por causa do assassinato dos pais e também porque perdera tudo o que possuía, ainda assim, Cole insiste em ajudá-la. Lanne é tão voluntariosa quanto ele e quando depois de uma noite de entrega apaixonada, em que ele está bêbado que nem um gambá e nem percebe com quem está – só tem consciência de que nunca teve uma amante tão apaixonada - , sua maléfica e ambiciosa prima arma para os dois. A partir daí tudo se transforma e Cole descobrirá que o garoto ao qual ajudava era na verdade ela, mas tudo já está destruído, pois ele, honrado como é, casa com a prima dela. Entre mentiras e verdades eles se distanciam e nas vezes subsequentes que eles se encontram há uma batalha de vontades entre esses dois seres que para serem felizes terão que vencer suas próprias batalhas. A leitura só tem um defeito: às vezes se torna um pouquinho monótono porque contém bastante relatos da guerra... Mas nada que impeça de apreciá-la.
Quer saber como termina? Leia Cinzas ao vento – Kathleen Woodiwissi.

8.      Esse livrinho passou dois anos entre as pilhas dos não lidos e logo que li me apaixonei por Shanna - essa mocinha voluntariosa que para fugir de um casamento forçado pelo pai, vai até a prisão de Newgate atrás de um condenado - Ruark Beauchamp - à forca para se casar e assim ao se tornar viúva e por tabela cumpriria a vontade do pai. Mais o mundo gira ao contrário do que ela esperava e eis que se encontra, de repente, presa a um homem tão orgulhoso e ardiloso quanto ela e que a obriga a cumprir o trato que fizera com ele: a noite de núpcias. O pai de Shanna é um dono de fazendas e por necessitar de mão de obra contrata pessoas para trabalharem com ele e é com certa surpresa que ela descobre que ex-condenado, Ruark Beauchamp (seu esposo que imaginava morto) se torna trabalhador nas fazendas do pai e é aqui que ela se encontra uma faca de dois gumes, pois contara a pai que o marido tinha morrido e que estava viúva; e agora como contar que mentira e o marido estava vivinho da silva? Mas Ruark Beauchamp insiste e a faz cumprir sua promessa. Nossa heroína cede; aliás, sempre cede; adora e se arrepende, discutem, brigam, arma pra ele... Mas uma coisa me surpreendeu nunca: ele é hiper mega apaixonado por ela e não desiste nunca. Uma linda história com surpresas no final.
Onde? Em Shanna de Kathleen Woodiwissi.



9.   Jessica Trent é minha heroína da vez, amo essa mulher forte e decidida e solteira por convicção que ao tentar afastar seu tolo irmão de destrutiva influência de Sebastian Ballister, marquês de Dain (ah, suspiro, suspiro e bem profundos), de físico aparentemente repulsivo. Nunca imaginou que se veria presas às garras do marquês arrogante e amoral. E então é comprometida por ele de uma maneira uma escandalosa e pública. A Jessica não resta outra coisa e numa tentativa de reabilitar seu nome perante a rígida sociedade inglesa, vai pedir-lhe uma satisfação e nesse momento se vê mais ainda envolvida em escândalo, pois a voluntariosa heroína aponta uma arma pra ele e pimba! É meninas, nossa heroína atira no mocinho safado sem dó e nem piedade!  E é com esses personagens maravilhosos, seus diálogos sarcásticos, divertidos... E apaixonados, que esse livro me conquistou e me permitiu apreciar esta escritora.
Que saber se nosso querido e horroroso Lorde Dain a coloca em seu lugar e numa posição melhor que a de atiradora? Leia Abandonada a Tuas Carícias de Loretta Chase.

10.  A primeira vista você odeia literalmente o mocinho. Num momento de desespero Fleur, minha heroína, é uma dama bem educada é obrigada a entregar seu corpo numa pousada sórdida e sua primeira vez doeu tanto nela quanto em mim, isso porque a tonta não disse que era sua primeira vez... E, pois esta iniciação terrível você se encontra com o nosso cicatrizado mocinho, maltratado, traído e que na única noite que decide trair encontra logo uma virgem. Por obra do destino e da autora, nossa Fleur é contratada como babá da filha de Adam Kent. Agora imaginem garotas, quem é este homem sisudo, calado e sofrido? Pois ela logo descobre que seu empregador é mesmo homem de sua desastrosa noite. E entre desejos perigosos, segredos obscuros e paixões silenciadas, Fleur se apaixona perdidamente por ele. Como esconder de sua maléfica esposa seus sentimentos? Uma mulher que adora ver sofrer os que vivem a sua volta?
Quer uma deliciosa leitura paixões ocultas e desesperadas?  Simplesmente leia A Pérola Secreta( The Secret Pearl) de Mary Balogh!* (foto e livro já citado aqui)
11.  Quem assistiu “Como água para chocolate” baseado no livro de Laura Esquivel, sabe que uma mulher pode sim, conquistar um homem pelo estômago com seus pratos deliciosos! Aqui você encontrará minha heroína, cheia de defeitos, liberal demais, forte demais e capaz de seguir adiante depois do que a vida lhe prepara. Verity Durant se torna chefe de cozinha da mansão de Stuart, o filho ilegítimo de um aristocrata e um advogado de grande prestígio. Só que ele não recorda que dez anos atrás viveu uma apaixonada noite de amor com ela. Mas Verity está decidida a enfeitiçá-lo novamente com suas receitas inigualáveis. Escrita de uma forma original essa história me prendeu, porque Verity a princípio não se deixa ver por ele, e alguns encontros que eles têm ela usa uma máscara... Há cenas deliciosas, diga-se “calientes” que ocorrem numa banheira... Já que é uma mulher audaciosa que não tem vergonha de se mostrar como é... É uma heroína ao reverso, ardente e pecaminosa. Entre idas e vindas, Stuart é um homem  comprometido e sua carreira de advogado poderá não suportar o escândalo proporcionado pelo que o nome dela provoca, pois ele tem uma imagem a manter. A história dos dois é complicada já que ela tem segredos que podem impedir esse amor. Seus encontros cheios de ternura e o intercâmbio de cartas que eles trocam torna essa uma boa leitura bem diferente.

Quer conhecer o segredo de Verity Durant? Então leia: Delicioso de Sherry Thomas!
** Este Top 10 foi publicado no blog da Lilith em 2013.

Livros imperdíveis de Mary Balogh que você não pode deixar de ler (1)





 Resolvi escrever os livros imperdíveis de Mary Balogh que você não pode deixar de ler. Como todos sabem sou apaixonadíssima por esta senhora e dificilmente um livro dela me deixou na mão. Se houve, foram poucos.


MELODY SILENT (Inglês) Ano: 1997
Personagens: Ashley Kendric e Emily Marlowe
Primeiro livro que li de MB e me apaixonei pela forma de escrever da escritora. Só posso dizer que é simplesmente perfeito. E como não se apaixonar por lady Emily Marlowe uma jovenzinha surda-muda que quando tinha quinze anos se apaixonou pelo cunhado da irmã: Lord Ashley Kendric, que a ensinara a linguagem dos sinais para que pudesse se comunicar? E como ela suportará sua partida para as Índias e a dor que sentiu ao saber que ele se casara por lá. 
Anos depois quando Emily já está pronta para casar com Lord Powell, ele retorna viúvo, profundamente infeliz e com segredos que o impedem de ser feliz. É então que a verdadeira história deles começa, cheia de idas e vindas. Ashley encontra Emily transformada numa linda jovem e sabe que apesar dos anos passados foi à lembrança dela que o impediu de enlouquecer depois do seu fracassado casamento. E Emily como reagirá a isso?  Antes que isso termine, eles estarão envolvidos num complô por alguém que mais que tudo no mundo deseja a morte dele. E Emily, é quem encontrará as respostas. Imperdível!!!


SIMPLEMENTE ENAMORADOS (ESPANHOL) Ano: 2006/2011
Personagens: Anne Jewell e Sydnam Butle
Aqui ocorre o encontro de duas pessoas sofridas. Foi um dos mocinhos mais estropiados da história que já vi: sem um olho, rosto queimado, sem um braço. E ela tem o filho resultado de um estupro e por isso teve que abandonar a segurança de sua casa para poder criar o filho. O mocinho (Sydnam Butle) era um solitário antes de Anna se aproximar dele. E juntos eles terão a chance de construir uma relação que supere os preconceitos, os problemas que os impedem de serem felizes.





Only a Kiss (Inglês) Ano: 2015
Personagens: Imogem e Percival Hayes
Aqui encontramos a única mulher (Lady Barclay) do clube dos sobreviventes cujo marido morreu torturado na guerra contra Napoleão. É uma história sensível, onde uma mulher atormentada pelo passado simplesmente vegeta, vivendo com (tia Lavínia) a irmã do seu sogro e sua dama de companhia, ambos os personagens atípicos, além dos animais que são recolhidos pela tia. No entanto, a chegada de Percy, o herdeiro do título que pertenceria ao seu esposo se vivesse, vai alterar o mundo dela.
Percy aparentemente tem tudo: amigos, família amorosa, etc e sob sua bela aparência de perfeição mostra uma faceta que encobre seus verdadeiros sentimentos, seus medos e insegurança. Sua primeira impressão sobre Imogen é que ela era uma pessoa fria, ( lança uma ofensiva pergunta quando a vê - Quem diabos é você? Algo que a descontrola e faz ela ser desagradável com ele) mas com o decorrer do tempo ele vai conhecendo-a e mudando seu ponto de vista e passa a perceber todo sua beleza sob a capa de frieza.
Imogen nunca mais se relacionou com ninguém após a morte do marido, mas de repente se vê em meio a um poderoso anseio de viver por um período um arrebatador caso com Percy. A paixão cresce, o amor floresce. Mas existe algo em sua vida que não lhe permite ser feliz com ele. Mas alguns acontecimentos vão precipitar suas decisões de ficarem ou não juntos.
Pontos fortes: A primeira vez deles é linda e me encantou bastante. O segredo que ela ocultava a sete chaves, o contrabando de uísque que vai provocar reviravoltas na vida deles.
Pontos fracos: Personagens demais e a ausência de epílogo. 



 
Lord Carew's Bride (Inglês) Ano: 1995
Personagens: Samantha Newman e Hartley Wade
Livro singelo que retrata Lord Carew, um homem sem atrativo, com dificuldade para andar e com um braço inútil e que se apaixona por Samantha, mais jovem do que ele - bela e atraente - que por conta de uma desilusão amorosa não quer saber de envolvimentos.
Foi nos momentos de isolamento quando estava no campo que Sam o conheceu, e pensando que ele era um jardineiro iniciou uma amizade com ele, como ambos se sentiam a vontade um com o outro passaram a encontrarem-se sem que ninguém soubesse. Eles falavam de tudo, ele contava seus planos e a simplicidade dela fez que ele se apaixonasse quase que imediatamente, mas Sam o via apenas como um amigo precioso. Carew achava que ela nunca o amaria e quando ela retorna a Londres, decide no momento que não irá atrás dela.
Já de volta a cidade, Sam reencontra sua antiga paixão que retornara depois de algum tempo, que adora brincar com seus sentimentos e deixa indecisa quanto sua sinceridade ou não; ela, meio-atraída por este teme que se veja envolvida de novo. Logo depois Carew decide ir à cidade apenas para olhá-la a distancia. Quando ele a encontra num baile por acaso, ela está fragilizada e sente tão feliz em vê-lo e pede que ele a beije. Ele fica surpreso e mais atraído por ela.
A proximidade do canalha que a abandonou faz com que busque a Carew e ele decide pedi-la em casamento. Ela aceita. E, então, eles casam e para surpresa de Sam, ela descobre que o casamento é prazeroso, preenchido com noites apaixonadas e que se sente feliz em ser sua esposa. Mas o casamento sofre uma brusca interrupção quando Lionel, a antiga paixão e primo de Carew, conta sobre o antigo relacionamento deles. Carew se descontrola quando pergunta por que ela casou com ele e ela não responde e então, não a perdoa. Eles se distanciam, fingem estarem bem aparentemente, mas vivem distantes um do outro, embora Carew não abandone o leito conjugal. Logo depois Sam descobre que o ama, e sabe que terá de conquistar novamente o amor do marido e Carew também tem que lutar com um fantasma do passado que o assombra e que se chama Lionel...
Ótima história e com um merecido desfecho.


Un romance imperdonable (Espanhol) Ano: 1998/2013
Personagens: Moira Hayes e Kenneth Woodfall
Achei a história de Moira e Kenneth ótima, que se conheciam desde crianças, embora suas famílias fossem inimigas por conta das intrigas dos seus antepassados; e a inimizade se agravou quando ela tinha dezoito anos e seu irmão com suas atitudes, destruiu esse amor que começava. A partir daí, ela começou a odiá-lo e quando ele retorna esse sentimento se torna mais forte ainda. Um amor temperado de ódio que vai envolvendo os dois e numa noite de tempestade, essa teia se completa. Eles são obrigados a se casarem, mas existem muitas coisas entre eles, mal entendidos e coisas não resolvidas que os impedem de serem felizes. Então, eles terão que  abrirem as portas do coração para que o amor possa então, florescer.
Romance sensível, cheio e idas e voltas, onde os dois por conta do passado, dizem o que não devem, aumentando as distancias entre eles. Confesso que me comovi com história dos dois, que tanta paixão se perdesse nos mal entendidos.



 
The Secret Mistress (Inglês) Ano: 2011
Personagens: Angeline Dudley, Edward Ailsbury, Earl of Heyward
Eu amei a história de Angeline Dudley e Edward. Uma história sensível, divertida e que me comoveu. Sem muitas cenas hots, mas uma adorável leitura, onde MB demonstra como opostos se completam bem demais. Angeline é completamente diferente de seu Edward, expansiva, usa cores extravagantes, tipo Carmem Miranda, diz o que pensa e foi uma criança solitária e que cresceu sem amor da mãe e não tinha sua beleza resplandecente; já Edward, chamado pelo irmãos dela de "velho pomposo" embora tivesse apenas uns vinte quatro anos, responsável demais e preocupado com os seus, era um ser considerado aborrecido que se achava incapaz de se apaixonar. Mas, Angeline que se apaixona a primeira vista, mostrará que é possível duas pessoas tão distintas, superarem suas diferenças e ficarem juntos nos felizes para sempre.
Sempre me impressionou esse personagem ( Angeline) quando aparecia toda espalhafatosa nos livros de Jocelyn e Ferdnand. Valeu esperar por essa história.





Por fin llega el amor (Huxtable Quintet #3) (Espanhol) Ano: 2009/2011
Personagens: Duncan Pennethorne e Margaret Huxtable
Duncan é o herói carismático, renegado por uma sociedade que o condenou quando no dia de seu casamento fugiu com a cunhada da noiva! Um v-e-r-d-a-d-e-i-r-o escândalo!
Maggie é uma solteirona que criou seus irmãos desde os dezessete anos e jurou para o pai no leito de morte que cuidaria deles. E agora livre das responsabilidades, aos trinta, deseja ter seu próprio lugar e sua família, mas seus possíveis candidatos são um ex-amor que foi embora para guerra e por lá se casou, outro é um velho amigo que li pediu em casamento 3 vezes. Mas, o destino, num esbarrão deles fez que a história mudasse. O avô de Duncan decide deserdá-lo, só que ele precisa desesperadamente de um lugar para viver, motivo que a gente vai sabendo aos poucos no decorrer do livro.
Assim eles dois acabam se envolvendo, e terminam por casar e no casamento que vão aprender a conhecer um ao outro.
Duncan nunca negou o que fez e nem se arrependeu. Mas não foi feliz...
Maggie deu-lhe um voto de confiança quando soube sua verdadeira história...
Personagens pra lá de cativantes a mãe e o avô dele.
Diálogos perfeitos...
Família dela unida e que se envolvem quando precisam deles.






The Secret Pearl (Inglês) Ano: 1991/205
Personagens: Isabella Fleur Bradshaw e Adam Kent
Perola Secreta já faz algum tempo que li este romance e me encantou profundamente, embora o começo tenha sido bastante assustador quando acontece o primeiro encontro deles. Mas é um livro que penetra na tua pele e você quer descobrir o que acontece com eles.
Fleur num último recurso se dirige a um bordel. Está faminta, sem abrigo, é realmente uma mulher desesperada. E Adam, a encontra na porta e a leva  para dentro do bordel. E pensando que ela é experiente a toma, não com crueldade mais como um homem que vai num bordel apenas para ter sexo e nada mais. E qual não foi sua surpresa ao descobrir que era virgem. è uma situação difícil para ambos. Fleur, está tão magra que faz dó, e ele um homem cheio de cicatrizes. Não é um casal bonito a primeira vista, atraente. Mas é justamente isso que faz o leitor desejar mais...
Adam é casado é profundamente infeliz, a mulher (Sybil)é uma vagabunda de primeira e eles tem uma "menininha"; ele é um homem honrado e esta foi a primeira vez que foi infiel a ela. Por trás das cicatrizes há um homem encantador. E se sentindo culpado, a contrata para ser a babá de sua filha Pamela (que não é dele) mas que ama acima de tudo.
Fleur  a princípio se assusta quando é contratada por Adam, mas ela também esconde segredos que a impede de se sentir completamente feliz e tranquila. Apesar deles se evitarem ao máximo, não conseguem impedir que a paixão cresça e floresça.
Fleur em alguns momentos banca a covarde e indecisa e foge desse amor...





Mary Balogh: Someone to Hold (Camille e Joel) Spoiler

Someone to Hold  (Alguém para Abraçar*) -  Mary Balogh My rating: 4 /5  Agora nos deparamos com história de Camille, a mais v...