domingo, 16 de novembro de 2014

Minha homenagem a Kathleen Erin Hogg Woodiwiss* (1939-2007)

* Kathleen foi a primeira escritora de históricos que li (Cinzas ao Vento) e depois dela não parei mais. Sou louca por romances nessa linha.
Kathleen E. Woodiwiss começou sua carreira literária depois de trabalhar como modelo e quando já era mãe de três meninos. Aficionada a leitura desde sempre decidiu escrever suas próprias histórias e se converteu na iniciadora da "revolução romântica". Viveu em Minesota, Estados Unidos, e tanto em seu país de origem como no resto do mundo suas leitoras se encontram aos milhões. Seus livros encabeçaram durante meses as listas de Best Sellers: O lobo e a Pomba, Shanna, Cinzas ao vento, Amarás a um estranho e Uma rosa no inverno, além de outros.
Ela foi considerada, dentro do gênero romântico, como a renovadora do romance histórico, pois foi à primeira autora que escreveu uma novela romântica com ambientação histórica e de quase 600 páginas. Foi também a primeira autora de novelas românticas de EUA que viu publicadas suas obras em capa dura, algo reservado somente aos autores cujos livros geram grandes vendas.
Kat começou a ler novelas clássicas de romance como O vento levou, Emma e Jane Eyre, em tenra idade. E este foi o começo de seu interesse pela novela romântica. Queria estudar História na universidade, mas com apenas 16 anos conheceu a seu marido em um baile, um oficial do exército de as forças aéreas e se casou com ele em pouco tempo. Esteve trabalhando como modelo, mas depois do nascimento de seu primeiro filho, o jovem casal foi enviado para o Japão, onde viveram vários anos e onde nasceu o segundo filho deles.
Mais tarde eles foram enviados para o estado de Kansas. Foi então que ela decidiu começar a escrever suas próprias novelas românticas, que tivessem os finais que desejava sempre quando lia outras novelas, com os personagens que ela sonhava. Ela sempre havia sido uma grande leitora deste gênero literário, e pensou que também poderia ser a criadora destas belas histórias de amor. No Natal, ela presenteou o marido  com uma máquina de escrever, pois ele queria escrever uma antologia de contos. Foi nessa máquina onde ela começou a escrever The flame and the Flower (A chama e a flor), sua primeira novela.
Woodiwiss publicou 12 bestsellers com 36 milhões de cópias. Ela era conhecida pela qualidade de seus romances mais do que pela quantidade dos trabalhos publicados. Frequente levava 5 a 6 anos para escrever um único romance. Em alguns casos, Woodiwiss atribuía o atraso o tempo de publicação a questões pessoais e de saúde, enquanto para outros ela confessou ter sofrido desgaste e precisado de um descanso para recuperar o seu interesse pela  escrita.
Ela faleceu em seis de Julho de 2007, depois de lutar contra uma grave enfermidade e pela noticia terrível da morte do filho Doren. Deixando um leva de leitores tristes e órfãs de suas histórias. Publicou 14 livros em 30 anos de trabalho; seu último romance foi Everlasting.

Seus romances publicados no Brasil
A  chama e a Flor
Uma tentativa de estupro marca para sempre a vida de Heather. Ao ver-se acuada por seu agressor, fere-o de morte. Horrorizada, foge e começa a vagar pelas ruas de Londres. Acaba em um navio, onde o capitão, confundindo-a com uma prostituta, abusa dela. Após algum tempo, Heather descobre que está grávida, e o capitão do navio deseja reparar a desonra tomando-a por esposa.
Pouco a pouco o inicial receio entre ambos dá espaço ao afeto, e amadurece a semente do amor.
Entretanto, o passado espreita, disposto a dar um golpe fatal a seus sonhos.

Foto: Adoro Romances



Ame um estranho/Come Love a Stranger
Lierin Sem nome e sem memória, e com dois homens lutando por seu coração, ela vive um pesadelo de violência e loucura... Ashton: A esposa adorada e desaparecida volta a entrar em sua vida misteriosamente - fazendo recordar alegrias... E as sombras escuras de um perigoso passado. Impostora na sinistra teia de mentiras e trapaças, Lierin luta para recuperar a verdadeira identidade e pertencer ao estranho homem que a fez lembrar o que o amor não consegue esquecer.  
     
O Lobo e a Pomba/The Wolf And The Dove     
Inglaterra, 1066. Lideradas por Guilherme, o Conquistador, as forças normandas invadem o território saxão. Erland, lorde de Darkenwald, perde a vida defendendo suas terras e servos. Após o assassinato do pai pelo exército inimigo, a jovem Aislinn e sua mãe são transformadas em escravas pelo cruel Ragnor de Marte. Impotente, ela assiste à destruição de tudo o que lhe é precioso e quando Sir Wulfgar chega para assumir a posição de novo senhor de Darkenwald, o ódio de Aislinn pelos invasores se torna ainda maior. Indiferente ao desprezo dela, o normando decide tomá-la para si, e logo a jovem descobre que seu maior inimigo pode ser o próprio coração.

Um Amor Tão Raro/So Worthy My Love
Na Inglaterra do séc. XVI, a suspeita de que traidores conspiravam contra a Coroa deixou em estado de alerta os agentes da Rainha. Elizabeth Tudor estava no trono. Mary Stuart era prisioneira da Inglaterra. E ambas corriam risco de vida. Em meio a este cenário surge a história de Um amor tão raro, um romance apaixonante, onde tem lugar um feroz e sensual duelo entre uma jovem impetuosa (Elise) e um homem orgulhoso (Maxim), que jurou vingar-se daqueles que lhe usurparam o poder, os bens e a dignidade. Inimigos declarados, Maxim e Elise foram surpreendidos pela mesma maré violenta que assolou a Inglaterra do período elisabetano. Movidos pela hostilidade mútua, e ao mesmo tempo atraídos.

Cinzas ao Vento/Ashes in the Wind
Uma névoa escura cobria a cidade, e o ar úmido parecia comprimir o calor sufocante sobre os destacamentos de soldados de túnicas azuis, que esperavam, nas docas, a chegada do barco fluvial com rodas laterais". Estamos em Nova Orleans, a 23 de setembro de 1863. No barco, estão os passageiros, ansiosos por enriquecer, as aves de rapina, as prostitutas, os aproveitadores, todos descendo sobre a cidade de Nova Orleans para arrancar tudo que puderem dos cidadãos emprobecidos pela Guerra de Secessão e muito mais do invasor ianque. No cais, os soldados da União. Entre os passageiros, porém, há um menino que, sob o manto do mistério, irá mudar completamente o rumo da história...   
   
Uma Rosa do Inverno/A Rose in Winter  
O pai de Erienne tinha dado sua mão para o pretendente mais rico. Ela era agora Lady Saxton, dona de uma grande mansão, mas toda arruinada por um incêndio, a esposa de um homem cuja aparência misteriosa desperta medo e piedade. No entanto, mesmo quando ela se apaixona por seu adorado marido , Erienne fica desesperada para libertar seu coração do ianque elegantemente bonito, que não podia esquecê-la. A bela Erienne, uma vez cheia de sonhos romântico da juventude, era agora mulher e esposa... dividida entre os dois homens que amava...

Shanna/Shanna
Por trás das paredes da prisão de Newgate um pacto é selado em segredo: um arrojado criminoso irá se casar com uma rica herdeira em troca de uma inesquecível noite de prazer. 
Os frágeis votos de casamento se perderam e a promessa foi quebrada.
Com seu espírito sensual e livre Shanna foge para o paraíso luxuriante das Caraíbas, abandonando o belo estranho com quem se casou a força.
Mas Ruark Beauchamp estará eternamente entrelaçado no destino de Shanna e não há grades que o impedirá de buscar o que é legitimamente seu.

Seu último romance foi Everlasting/Por siempre (Para Sempre) que foi publicado em 2007.
Abrielle Harrington é cortejada por todos os cavaleiros da corte de Henrique I de Inglaterra, que os subjuga tanto por sua beleza e inteligência como por sua linhagem e por seu futuro dote. No entanto, quando o padrasto do monarca Inglês nega títulos a Abrielle e a riquezas devidos por seu valor nas Cruzadas, a ameaça da pobreza paira sobre a família. E sem um dote para acompanhá-la, nenhum dos seus ex-pretendentes se atreve a pedir a mão da jovem saxão.
Apenas dois homens permanecem interessados nele. Desmond Marle a desejo para ele há muito tempo, e ele sabe que a sua proposta de casamento não pode ser rejeitada agora: é o único que pode salvar a família de Abrielle da ruína  e da desonra. Seabern Raven é um estrangeiro, um jovem recém-chegado à terra da Escócia, como um emissário do rei. Não sabe as regras não escritas dessa corte, mas ele sabe que encontrou a mulher pela qual sempre esperou, e cujo amor está disposto a esperar.

Fontes: Wikipédia e Adoro Romances

domingo, 9 de novembro de 2014

Livros que me deixaram emocionalmente arrasada


Há livros que nos deixam extenuadas, cheias de porquês e com uma questão:  porque a autora não seguiu por outros caminhos, não deu um final diferente e nos deixou com aquele sabor amargo de lágrimas que não param de minar dos nossos olhos...?
O primeiro livro que li que me deixou emocionalmente cansada e que quase não parava de chorar foi o de...
Um amor para recordar - Nicholas Sparks cuja história é sobre um garoto rico, irresponsável chamado Landon Carter, que se envolve com a doce Jamie Sullivan, filha do pastor da cidadezinha onde moram, o tipo de garota que faz tudo certinho. Landim para pagar uma punição impingida pelo diretor da escola tem que participar da peça da escola e pede a ajuda a ela, que aceita com a condição: que ele não se apaixone por ela. Jamie era o típico patinho feio e Landon sempre fazia juntos com os colegas, brincadeiras torpes com os menos favorecidos e entre eles Jamie. Mas contra todas as possibilidades, eles se apaixonam, mas Jamie guarda um segredo: ela tem leucemia há três anos. E Landon ver aos poucos o estado de saúde de Jamie agravar-se, internada a e quase à beira da morte. Landon decide realizar um dos sonhos dela, que era casar toda de branco na igreja onde os pais dela casaram e assim faz... Mas o destino é quem tem todas as respostas. Jamais esqueci este livro porque depois que terminei passei horas chorando copiosamente. 


Uma família para Kathy - Henry Denker, que conta a história de Grace, uma viúva que  descobre que está com AIDS, e que a partir daí começa sua luta para resistir aos embates da doença e cuidar da filha: Kathy, uma garota esperta e com um grande sentido de presença  que cobra da mãe se ela está ou não tomando remédios, como estão as taxas dos exames... Assim que Grace começa a piorar, começa a procurar alguém para que cuide de Kathy, visto que não tem parentes que possam assumir essa responsabilidade e os mais próximos são tios paternos que são muito esnobes e ricos. Mas Grace não desiste e continuar sua busca de um lugar para Kathy. É uma história que mostra que o amor pode vir através de outros caminhos e que nem tudo está perdido com a morte.


Sufre por mí – Pablo Roa que magistralmente escreve sobre a crueldade do mundo... É sobre uma anti-heroína que gosta de manipular e se deixa manipular e tem uma visão tortuosa do mundo. A história se passa na Espanha, onde Nieves é capaz de tudo pelos seus e nesta linha deixa um rastro de vingança, amores perdidos, mortos... Narrada em primeira pessoa, no caso na visão de Nieves, que vive encerrada no convento onde narra sua vida e os acontecimentos que a levou permanecer isolada num convento e onde com uma cruz se autoflagela pelos crimes que cometeu. De caráter profundamente retorcido, tenta reparar o mal escrevendo no diário o que realmente se passou para que se encontre nesta situação atual. O livro narra também as histórias de suas irmãs e a profunda lealdade que as liga. Nieves, mesmo de maneira tortuosa, só amou um único homem: Aníbal, o capataz do pai, que para mim é o personagem mais coeso desta narrativa. Uma história interessante sobre amor que escraviza, o lado obscuro que cada um tem e sobre a fidelidade de um homem que faz os maiores sacrifício por seu amor.

Nada más que una noche - Anabella Franco (Anna Karine), eu comecei a ler este meio por acaso, li o resumo, gostei e resolvi ler. É uma historia diferente da anterior, aqui o protagonista é profundamente insensível, depressivo, grosseiro, tolo e decididamente sexy e com todos esses defeitos, você termina cativada por ele. E sua parceira Lavínia não fica atrás, é uma moça pobre lutadora que faz tudo pelos familiares, além de bastante corajosa e criativa. Ela luta pelo que deseja, quer vencer com sua criatividade na confecção de roupas. Já passou por tudo na vida, mas não se entrega. Ele, Nick, sofreu muito com a mãe depois que o pai largou-a, e abriga sentimentos de revolta, e tem uma relação de amor-e-ódio com a ex-esposa e mesmo assim se sente profundamente atraído por Lavínia e faz tudo para levá-la para cama, mas basta a ex mexer os dedos para ele ir se arrastando atrás dela. É uma história com toques eróticos. O lado emocional fica por conta dos percalços de Lavínia para alcançar seus objetivos e conquistar o homem que ama, apesar de todos os defeitos.

Como Eu Era Antes de Você - Jojo Moyes com tradução de Beatriz Horta. Já haviam me dito que eu iria chorar muito. Preparei-me psicologicamente para esse sentimento. Mas, precisei de alguns dias para me recuperar pela carga emocional que este livro provocou em mim. Gosto quando uma autora consegue me tirar do sério e me deixar cheia de raiva, ressentimento por algo que deveria ter sido, e fico me perguntando a mim mesma, como algumas coisas poderiam ser diferentes com a gente se determinados "ses" não acontecessem conosco. Lou é alguém com quem me identifiquei muito. E Will, o que posso dizer dele? Que é o cara mais altruísta? Que ele foi covarde? Acho que não, quando me pus no lugar dele não sei se gostaria de acordar todos os dias da mesma forma, dependendo de alguém para fazer algo, preso eternamente numa cadeira de rodas. É uma sensação de claustrofóbica! Horrível mesmo. Eu enlouqueceria e embora não concorde com o que aconteceu, acho que foi uma decisão acertada. E ele deu a Lou, não só riqueza, mas a força e sabedoria que havia dentro dela, o sentimento de acreditar nela mesma e deixar isso aflorar para seguir adiante, apesar das perdas. Sempre imaginei que eles seriam como o casal de "Uma Janela para o céu", que eles seguiriam em frente, fazendo loucuras como dançar numa praça qualquer de Paris, e encontrando maneiras de serem apenas felizes. Penso que cada lágrima derramada valeu a pena. Mas me deixou um vazio como se tivesse eu perdido algum pedaço.


Comanche Heart (Comanche 2) - Catherine Anderson, aqui a autora aborda o tema do estupro. Mas esse livro é um exemplo belíssimo de como o amor altruísta pode fazer com uma pessoa. Um livro profundamente emocional, que deixa uma impressão forte, mesmo depois que você termina de lê-lo. Amy foi uma das heroínas mais sofrida que conheci e mais forte, mesmo com seus medos, ela vai em frente e para ela restou um herói perfeito que estava disposto a tudo para recuperar o amor de sua infância. Veloz/Swif é um personagem maravilhoso que me conquistou pela paciência com que reconquistou a confiança de uma mulher tão massacrada pela vida. Triste, porém uma história preciosa. 




Mary Balogh: Someone to Hold (Camille e Joel) Spoiler

Someone to Hold  (Alguém para Abraçar*) -  Mary Balogh My rating: 4 /5  Agora nos deparamos com história de Camille, a mais v...