sábado, 15 de janeiro de 2011

ANNE MATHER - LEGADO DE AMOR/ BURNING INHERINTANCE


Ele nunca acreditara nela



Isabel Ashley, uma modelo bem-sucedida, não tinha vontade de ver jamais a Alex Seton novamente. Ao longo de um casamento desastroso com seu primo, que terminou em divórcio, Alex havia sido hostil, acreditando que ela era infiel e interessada apenas no dinheiro.
Anos depois, quando a avó inexplicavelmente deixou partes das ações da empresa da família de Isabel, Alex foi delegado a convencê-la a vendê-las.

Com suas habilidades como um advogado, Alex argumentou de forma convincente. Mas Isabel encontrou-se distraída pelos seus sentimentos. Embaixo de seu amargo ressentimento ocultava-se uma atração familiar para o arrogante Alex.


Anne Mather - Fogo Derretido/ Melting Fire


Quando o pai de Richard morreu junto com a mãe de Olivia, ele ficou responsável por ela. Olivia queria viver sua própria vida, mas ele não concordava com isso. Ele a desejava com a paixão de um homem por uma mulher. Embora , sendo sua meia-irmã, ela não acreditava que ele a quisesse. Isto a chocava-a e a assustava ao mesmo tempo...
Minha opinião: Olivia é meio maluquinha, impulsiva, e desconhece o que sente por ele. Rejeita Richard, mas sempre que ele a procurar não o recusa e aproveita cada oportunidade.

A Paixão de Dominic -Anne Mather/ His forbidden Passion


Demasiado ardente para suportar, mas muito forte para negar...
Dominic Montoya era sombriamente belo e,oh, tão perigoso para conhecer.
Cleo sabia que ele era estritamente proibido. Mas ela não podia virar-lhe as costas por completo, ele tinha uma informação que podia mudar toda a sua vida ... Cleo estava dividida sobre qual o caminho que devia escolher, mas concordou relutantemente seguir Dominic para a sua casa numa tropical Ilha de São Vicente no Caribe . Logo eles foram pegos na emaranhada ligação de sua nova família e essa atração proibida era ardente demais para suportar, mas muito forte para negar...
Minha opinião: este foi até agora um dos romances mais quentes dela.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

SUSAN NAPIER - OUTRA VEZ

Era ela. Alexander Knight fitou à fotografia, a carta a qual a acompanhava foi amassada na involuntária batida no punho da mão esquerda.
Era ela. Ele havia esperado até aquele momento e agora que este se aproximava dele, o principal sentimento era como uma punhalada. Era irracional e injusto, mas então, as emoções humanas raramente concordavam com a imparcial noção de justiça.

Agradecia a mulher na fotografia, o riso da mulher agasalhada nos braços de outro homem, porque ele não estava mais preso aos impulsos auto destrutivos.
Por cinco anos, ele tinha sido mais que uma metade de um amor bonito, romântica ilusão, e agora esta ilusão estava ao seu alcance. Agora ele sabia o nome dela e onde encontrá-la. Agora ele tinha de decidir se ela queria ser encontrada, e se ele estava disposto a enfrentar as conseqüências inevitáveis de se encontrar com ela. Ele sorriu, com a mente e o corpo reagindo ao desafio. Alexander Knight não era um homem completamente mudado.

SUSAN NAPIER - MENTIRA CRUEL


Covardia. Mentiras
Essas palavras perseguiam Claudia. Durante anos havia suportado o peso da culpa, resultado de um impulso negativo, nascido da trágica perda de seu bebê. Sabia que havia sido injusta com Morgan Stone. Da maneira agora não estranhava ele quisesse sua recompensa. Morgan lhe pareceu tão duro e inflexível como sempre, mas o passado e a atração que sentia por ele, fizeram que fosse impossível resistir a seu plano.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

O ceú em teus braços/ Rich as sin- Anne mather


Samantha levava uma vida normal, muito afastada do mundo dos multimilionários. Ter um marido rico não era parte de suas prioridades, até que conheceu a Matthew Putnam.
Não era que ele buscasse esposa... Ou outra classe de compromisso; o que Matthew desejava era o consolo de uma mulher para recuperar—se de uma decepção amorosa. — Sam seria tão tonta para aceitar essa situação?

A ilha das Orquídeas - Anne mather


-Como você acha que pode ajudar o meu filho? - Lincoln Korda exigiu.
Sara contou que tinha lhe ocorrido quando uma lesão obrigou-a a abandonar sua carreira como bailarina. Mas seus problemas não eram nada comparados com os de Jeff Korda paralítico e aparentemente sem a vontade de viver. Ela viera para a Flórida determinada a fazer tudo o que podia fazer por ele.
O pai de Jeff - o homem que deveria ficar do lado dela - desdenhou seus esforços desde o início. Mas, por mais desagradável que Lincoln Korda fosse, Sara não ia desistir...


Cinzas ao vento - Kathleen Woodwiss


Uma névoa escura cobria a cidade, e o ar úmido parecia comprimir o calor sufocante sobre os destacamentos de soldados de túnicas azuis, que esperavam, nas docas, a chegada do barco fluvial com rodas laterais". Estamos em Nova Orleans, a 23 de setembro de 1863. No barco, estão os passageiros, ansiosos por enriquecer, as aves de rapina, as prostitutas, os aproveitadores, todos descendo sobre a cidade de Nova Orleans para arrancar tudo que puderem dos cidadãos emprobecidos pela Guerra de Secessão e muito mais do invasor ianque. No cais, os soldados da União. Entre os passageiros, porém, há um menino que, sob o manto do mistério, irá mudar completamente o rumo da história...

Cinzas ao Vento é um romance ardente e apaixonante de uma das maiores escritoras dos últimos tempos. Kathleen E. Woodiwiss mais uma vez nos leva ao passado, com uma história pungente que capta o amor e a paixão entre pessoas determinadas e orgulhosas. Dentro de um cenário turbulento e sanguinário, a autora revela que os reais sentimentos não desaparecem, mesmo em meio a conflitos e discórdias. O leitor irá confirmar o talento de uma das autoras mais importantes de ficção histórica da América quando percorrer as páginas bem escritas e o clima eletrizante daquela época tempestuosa, eo suspense, que irá acompanhar a história deste menino, forçado a fugir de sua família por causa da guerra civil.





Mary Balogh: Someone to Hold (Camille e Joel) Spoiler

Someone to Hold  (Alguém para Abraçar*) -  Mary Balogh My rating: 4 /5  Agora nos deparamos com história de Camille, a mais v...